Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chá com as amigas

notas soltas ao virar da esquina

Chá com as amigas

notas soltas ao virar da esquina

Dom | 26.03.17

Bullet Journal

Desde que me lembro sou fã de cadernos e blocos. Assim que comecei a trabalhar passei a comprar os blocos da moleskine e os "blackbooks" e eu somos inseparáveis desde então. Muita coisa mudou nos últimos 20 anos e os ditos blocos e cadernos também mudaram. Demorou algum tempo mas acabei por me render aos blocos coloridos: primeiro foi uma agenda telefónica azul, depois um conjunto de cadernos amarelo e laranja, para além dos habituais pretos e, finalmente este ano uma agenda (18 meses) vermelha. Talvez estejam para breve as capas estampadas, quem sabe?

 

Muito antes de se falar em BulletJournal já os meus Moleskine eram divididos em 3 partes muito desiguais:

1. escrita/diário

2. agenda mensal (12 páginas, 1 linha por dia do mês e espaço para notas) 

3. Wishlist (2 páginas), Livros e filmes ( a ler e a ver), Frases/citações 

 

Com a chegada dos smartphones, deixei praticamente de usar agenda e alguns blocos duraram 2 ou 3 anos, uma vez que também fui perdendo o hábito de escrever diariamente e passei a trabalhar muito com o computador, podendo assim facilmente agendar reuniões e outros eventos no telemóvel. 

Felizmente, o meu atual emprego trouxe-me de volta à agenda em papel: é impossível agendar o que quer que seja num telemóvel enquanto falamos através do mesmo e foi assim que comprei a minha agenda vermelha e redescobri um grande prazer. 

No entanto, precisava transferir para o papel tudo aquilo que tinha passado a fazer em formato digital: calendário profissional, pessoal, de mãe e o do T.  E assim descobri o BulletJournal, que utilizo ma minha versão muito pessoal e muito simples, na minha agenda vermelha, onde há espaço para tudo. 

 

Nas páginas dedicadas aos meses, mantenho o que tinha no meu bloco: aniversários, férias escolares, eventos anuais como a Feira de Turismo ou o Festival de Jazz. 

Nas duas páginas duplas "Timetable" registo os acontecimentos repetitivos como treinos, ensaios, grupos em que participo regularmente e também as tarefas diárias de limpeza. Na seguinte os posts para o blog, as matérias a rever diariamente pelo T. e ainda sobra espaço para agendar as minhas tarefas de estudo da licenciatura (inicia brevemente).

Nas páginas dedicadas a cada semana utilizo o código visual do Ryder Carroll, ., o, x, >, <, - e um código de cores muito simples também: azul para mim, preto para o T. Cor-de-rosa para a minha agenda pessoal, verde para as tarefas/eventos mais importantes da semana.

Wishlist, livros/series/filmes e frases/citações estão nas páginas em branco no final da agenda.

Demorado foi perceber que numa agenda, seja em que formato for, mais simples ou mais complexa, mais ou menos criativa, há também que agendar o tempo para a preencher. E a minha moleskine/bulletjournal só se tornou realmente útil quando comecei a reservar cerca de 30 minutos ao domingo para organizar a semana seguinte. 

Esta agenda, vai para onde eu vou, tem espaço para anotar ideias de presentes, decoração, sites que gostava de explorar ou simplesmente alguma coisa bonita que vi ou ouvi. É muito mais prática do que criativa, mas quem sabe, um dia chegarei a este patamar de elaboração...

 

bohoberry.png

Imagem: Kara - BohoBerry